10 erros que as pessoas cometem em um blog WordPress

10 erros que as pessoas cometem em um blog WordPress

2 Flares 2 Flares ×

O WordPress é uma das plataformas para criação de blogs e publicação de conteúdo mais populares. A ferramenta possui soluções para diversas funcionalidades, muitas opções de templates gratuitos com design bacana, é customizável e conta com interface intuitiva, o que permite àqueles que nunca abasteceram um blog darem início às suas postagens sem muitos mistérios. Mas apesar das facilidades, é comum cometer alguns deslizes que prejudicam a navegabilidade do blog, o deixam vulnerável e dificultam sua indexação nos sites de busca. Para não cair nessa, conheça aqui alguns dos principais erros cometidos por usuários do WordPress.

Não fazer backup

Por mais que a tecnologia ofereça vários tipos de soluções para o armazenamento de informação, ela não é infalível. Por isso, é sempre bom fazer um backup dos dados do seu blog. No WordPress é simples, basta ir a Ferramentas e depois em Exportar.

Não usar plugins

Há inúmeros plugins, que são ferramentas que podem ser adicionadas a um programa para oferecer mais funções e recursos, para o WordPress. O melhor plugin é aquele que conta com a funcionalidade que você precisa. Para isso, basta fazer uma busca na própria plataforma. Aqui vão três indicações que podem ser muito úteis para você:

  • W3 Total Cache: Faz a sua página carregar mais rápido e requer menos processamento no servidor do que o uso do WordPress costuma exigir;
  • WordPress SEO by Yoast: Auxilia seu site a conquistar uma boa posição no ranking dos mecanismos de busca;
  • Widget Context: Oferece ao administrador controle sobre os widgets do WordPress, possibilitando a criação de diferentes barras para diferentes páginas e seções do seu blog.

Manter plugins inativos

Se você instalou um plugin para testar suas funcionalidades, mas depois viu que não precisa dele, não apenas deixe-o desabilitado em seu WordPress, remova o plugin de vez. Isso porque hackers podem aproveitar estes plugins inativos para atacar seu blog, explorar falhas em consultas no banco de dados e fazer um estrago.

Não atualizar as versões do WordPress

Quando o WordPress lança uma nova versão geralmente é para oferecer mais recursos e, principalmente, corrigir problemas de segurança. Se você não quer que seu site fique vulnerável, faça as atualizações sempre que elas estiverem disponíveis.

Configurar o blog como “privado”

Se no seu blog estiver habilitada a opção “evitar que mecanismos de busca indexem este site”, o WordPress vai colocar tags “noindex” em todas as páginas, inclusive nas do seu site, caso o blog esteja incorporado nele. Isso vai atrapalhar a indexação da sua página nos buscadores e, consequentemente, reduzirá seu tráfego de busca.

Usar a estrutura padrão de permalink do WordPress

O permalink padrão do WordPress é o código php com o id do post. Dessa forma, o endereço das suas postagens fica assim:

 www.seusite.com/?p=01

Este tipo de link permanente dificulta a otimização para os buscadores e a identificação do assunto da postagem ao internauta. Para customizar esta estrutura, no painel de controle, vá a em seu painel de controle(ap-admin), clique na opção “Settings” e clique em “Permalinks”. Na caixa Custom Text, digite:

/%category%/%postname%/%post_id

Desta forma, seus links terão sempre as palavras-chave ideais de acordo com o conteúdo das postagens.

Não facilitar a navegação em dispositivos móveis

Escolha um tema do WordPress que tenha suporte para smartphones e tablets ou instale um plugin que customize seu conteúdo para dispositivos móveis, como o WPtouch. Hoje em dia é enorme a quantidade de pessoas que acessam a internet por meio de celulares, por isso seu blog deve ser amigável a estes dispositivos.

Não tirar a frase “Apenas mais um blog WordPress”

O slogan padrão da plataforma aparece em alguns temas. Parece bobagem se preocupar com esta frase, mas ao retirá-la, você dá uma cara mais profissional ao blog. Até porque, ela também aparece nas buscas de sites como o Google e aí é importante contar com uma descrição personalizada. Alguns temas permitem que você retire facilmente o slogan – no cabeçalho, é só habilitar a opção correspondente a tirar texto de exibição. Em outros, é preciso ir às configurações gerais e depois mudar a descrição.

Página inicial com a íntegra dos posts

Exibir o conteúdo de suas postagens na íntegra pode atrapalhar a navegabilidade do seu blog, pois a barra de rolagem ficará muito extensa e a tela inicial, meio bagunçada. Para manter sua página principal organizada, utilize o método de resumo e o botão “Leia mais”.

Não usar um favicon personalizado

O favicon é a imagem que aparece na barra de endereços do navegador, próximo ao título da página, e ao lado do nome da página na lista de Favoritos. É interessante que esta imagem seja um ícone personalizado, que tenha relação com seu blog ou seja o logo da sua empresa. Primeiro crie um arquivo de imagem no tamanho 16×16 pixels, depois vá para a seção de imagens do seu tema e substitua o favicon padrão pelo seu.

E você, também tem algum erro comum entre os usuários de WordPress para compartilhar com a gente?

2 Flares Twitter 1 Facebook 1 Google+ 0 2 Flares ×

1 Comment

  1. João Henrique Macedo Calixto disse:

    Muito bom o post, ajuda muito quem tá começando com wp, valew

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + dezesseis =