Quais as diferenças entre Blogspot e WordPress?

Quais as diferenças entre Blogspot e WordPress?

0 Flares 0 Flares ×

Grande parte das pessoas que estão começando agora no mundo dos blogs têm a dúvida de qual plataforma escolher para blogar: Blogspot ou WordPress. Assim, antes de iniciar os trabalhos efetivamente, fazem pesquisas para saber qual delas é a melhor. No entanto, podemos dizer que não existe uma opção melhor e outra pior, mas sim que alguma delas vai atender as necessidades de acordo com o seu perfil de usuário.

O que pretendemos fazer com esse artigo é justamente trazer a diferença entre o WordPress e o Blogspot, indicando as vantagens e desvantagens de ambos. Dessa maneira, você que está planejando montar o próprio blog terá uma ajuda importante antes de decidir em qual deles começar.

A verdade é que ambas as plataformas, WordPress e Blogspot, são marcadas por peculiaridades, cada uma possuindo atributos que variam de acordo com as perspectivas de seus usuários. Assim, não existe uma alternativa melhor que a outra: o ponto de vista é que é o X da questão! Quer saber mais sobre as diferenças entre WordPress e Blogspot? Então fique de olho e nos conte depois qual dessas duas ferramentas é mais oportuna para seu plano de negócios, combinado? Confira:

Entendendo alguns conceitos

Para começar, é preciso esclarecermos algumas definições que podem deixá-lo confuso nesse primeiro momento: Blogspot ou Blogger = biscoito ou bolacha? Esse é um daqueles casos em que cada pessoa chama pela nomenclatura a que está acostumado, porque, na prática, as palavras são sinônimas. Assim, Blogspot também é chamado de Blogger.

Mas e WordPress.com e WordPress.org, tem diferença? Aí tem diferença sim! Enquanto a versão .com é gratuita, fácil de mexer e possui recursos reduzidos, o WordPress.org requer um pouco de conhecimento em HTML, é pago(Hospedagem e Domínio) e os recursos são ilimitados.

Optando pela gratuidade

Tanto o Blogspot quanto o WordPress.com são totalmente gratuitos. E já que se ver livre de investimentos é sempre uma boa opção, principalmente se você tem dúvidas acerca do potencial do negócio, aí estão boas pedidas. Na prática, há blogs gratuitos que recebem uma quantidade enorme de acessos por dia, constituindo-se como a prova viva de que, independentemente de outros fatores, um bom conteúdo realmente faz toda a diferença.

Blogspot

Esse é um serviço gratuito oferecido pelo Google. Fácil de usar, com ele mesmo quem não tem conhecimento técnico em programação consegue criar blogs rapidamente. Apesar de haver certo preconceito com a plataforma por conta da centenas de blogs ruins existentes na internet feitos com ela, é possível criar blogs de grande qualidade utilizando o Blogspot.

Prós

  • Criação de blogs extremamente fácil através do painel de gerenciamento;
  • Não há a necessidade de conhecimentos técnicos;
  • Serviço gratuito de hospedagem;
  • O usuário não precisa instalar nada;
  • Templates grátis oferecidos pelo próprio blogspot e pela comunidade;
  • Permite a utilização de domínio próprio com redirecionamento automático.

Contras

  • Dificuldade de otimização em motores de busca;
  • Não permite organizar os artigos por categorias;
  • Limitações e restrições para hospedar arquivos.
  • Não permite criar e-mails personalizados @seudominio.com.br

WordPress

O WordPress é uma plataforma open-source que permite criar blogs e também gerenciar conteúdo. Possui duas versões: o WordPress.com e o WordPress.org. O WordPress.com oferece as ferramentas necessárias para a criação gratuita de blogs, mas com recursos reduzidos (semelhante ao Blogspot, por exemplo), enquanto no WordPress.org é necessário registrar um domínio próprio e contratar um serviço de hospedagem para usar a plataforma com todos os recursos que estão disponíveis.

Abaixo, segue a relação de prós e contras em relação ao WordPress.org.

Prós

  • Permite a instalação de plugins que dão novas funcionalidades;
  • Permite a instalação de templates grátis e pagos;
  • Oferece recursos avançados de personalização e otimização;
  • Está sendo melhorado continuamente;
  • Permite ter um blog melhor trabalhado para motores de busca;
  • Uma grande comunidade oferece suporte e informações técnicas para o usuário.

Contras

  • Para usá-lo é necessário ter certo conhecimento técnico;
  • É preciso assinar um serviço de hospedagem e comprar um domínio.

Avaliando templates e layouts

O Blogpost oferece uma boa quantidade de modelos de templates pré-definidos que podem ser personalizados de acordo com as funcionalidades disponíveis. Já o WordPress.com oferece poucas alternativas e limita bastante os movimentos criativos — mas vale lembrar que sua versão paga, a WordPress.org, oferece um leque bem maior de opções e permite a customização com recursos praticamente infinitos.

Investindo no domínio

No Blogspot e na versão WordPress.com há limitações de domínio. Assim, no caso do Blogspot, seu endereço ficaria www.exemplo.blogspot.com, enquanto no caso do WordPress ficaria www.exemplo.wordpress.com. Cá entre nós, esse tipo de endereço pega mal para empresas, não concorda? Por isso, uma boa dica seria investir nos domínios .br, que criam uma empatia automática e melhoram seu posicionamento no ranking dos motores de busca — entenda o motivo clicando aqui! E olha que tudo isso pode ser conseguido por um valor bem acessível!

Conclusão

Devemos lembrar que além dessas duas ferramentas, ainda existem outras plataformas para o gerenciamento de conteúdo na internet. No entanto, é consenso geral que o Blogspot e o WordPress são as melhores até o momento e a escolha vai depender do tipo de projeto e dos objetivos com o Blog. Analisando os prós e os contras mostrados neste artigo, já é possível perceber qual serviço atende melhor as suas necessidades em relação a criação de blogs.

Pois agora que você já entendeu as principais diferenças entre WordPress e Blogspot, que tal dividir seus planos e suas impressões conosco? Deixe seu comentário aqui e vamos turbinar essa discussão!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

5 Comments

  1. Will disse:

    Muito bom o artigo. Uma grande vantagem do WordPress, ao meu ver, é justamente a capacidade de otimização da plataforma. Alguns plug-ins bem simples melhoram muito o site ou blog, como o All in One ou o Yoast mesmo (creio que este é o mais conhecido dos plug-ins de SEO). De resto, acho que uma comparação, no sentido de ser melhor ou pior do que o Blogspot, é pouco produtiva. São duas plataformas igualmente boas, se usadas de modo correto e estudadas também. É possível fazer sites horríveis com as duas, assim como é possível criar algo muito bom!

  2. Rodolfo disse:

    Se vocês forem criar sites para algum cliente ou até para vocês mesmo, não criem sites no word press, porque o wp o teu site fica muito vulnerável nele porque ele não tem contato de suporte para te reclamar na empresa word press ou alguma empresa que esteja representando ela, o wp não tem o próprio dono dele para representar essa plataforma se caso o teu site sair do ar, dé algum problema, e quem representa o word press são comunidades de usuários,se caso o teu site der algum problema, e outro problema do word press também é que a plataforma dele está sempre mudando de configuração a todo momento os usuários estão mudando, e a empresa não te avisa por email que ela está atualizando a plataforma dela.

    O outro problema também, é que os plugins todo tempo se desatualiza, ou seja, se você instala um plugin do nada ele começa a te avisar que esta
    desatualizado, ai tu tem que ficar todo o tempo atualizando desnecessariamente, e os plugins mesmo assim não são muito confiáveis
    porque geralmente esse plugins são feito por pessoas que nem sempre tem conhecimento de programação para manter a segurança do site, mesmo ela tendo conhecimento, mas a maioria desses usuários não são confiáveis.

    E mesmo assim todas as plataformas são sujeitas a serem invadidas por
    hackers devido essas mudanças de configuração que o word press tem e
    mesmo as outras plataformas não sofrendo essas mudanças de configuração, e isso é ruim para o rankeamento do teu site no google, principalmente no word press, porque por mais que o teu site seja aceito pelo google, o google vai perceber essas falhas no wp e não vai rankear o wp na sua plataforma porque a velocidade de rankeamento do word press vai ficando fraca com o tempo pela forma como ele é configurada dentro de sua plataforma.

    Eu sei que a maioria usa o word press pelas facilidades, Layouts
    prontos, mas o word press pela experiencia que eu tive mesmo pagando
    hospedagem com base no estudo que eu fiz na plataforma dele, porque eu ja tive site no word press, foi uma decepção! É muito melhor voce
    escolher criar site em outras plataformas confiáveis e que você tenha
    menos problemas e não esses problemas que citei. Eu sugiro que vocês não criem sites usando a plataforma do word press para seus clientes ou pra vocês, o Word Press não é uma plataforma confiável para se criar sites ou blogs, escolham outras plataformas.

    O WordPress é uma plataforma interessante, além dela ser aberta, de ser de código aberto. É mesmo que você entrar na casa da mãe joana, porque os usuários que representam e que comandam essa plataforma e que cuidam da parte da configuração do wp, eles podem colocar o vírus que eles quiserem, os plugins que eles quiserem, o programa que eles quiserem, deitar e rolar sem nenhuma fiscalização nessas configurações que eles fazem no site, isso nos deixa inseguro e até mesmo quem tá ganhando dinheiro com ele vão se sentir inseguros com os seus site no wp e isso nos compromete de uma forma não muito legal.

    Eu já tive um site hospedado no wp, eu pagava a melhor hospedagem do mundo que é a host gator pra manter a segurança do meu site. Claro com uma hospedagem paga no teu site você pagando o domínio e subdomínio por mês e por ano tu pode fazer mais coisas no teu site com uma hospedagem paga, pode colocar uma configuração melhor, o site fica com uma imagem e aparência melhor, eu configurei legal o site e os plugins com uma hospedagem paga, não tenho problema em pagar hospedagem, mesmo assim não adiantou porque ela só fazia tornar meu site mais instável e as configurações do meu site também instável por mais que eu tenha o meu próprio site e que ele seja completamente meu, não se trata do site ser de propriedade minha ou não. Claro que as mudanças nas configurações do site tem que ter, mas tem que ser de uma forma estável e não de uma forma instável como é o WordPress
    .
    Os plugins e outras configurações do wp são exemplos disso, são extremamente instáveis para manter a segurança do site no ar e online tb. Tem mudanças que fazemos na configuração de uma plataforma onde você tem um site que ela deixa o teu site seguro com as configurações estáveis e tem aquela mudança que fazemos na configuração de uma outra plataforma onde você tem um site que ela deixa o teu site instável e inseguro sem nenhuma consistência para manter a segurança do teu site como é o caso do wp. Por isso que o wp é muito instável devido essa vulnerabilidade que ele tem.

  3. Gostei do artigo. Eu trabalho com Blog tem um certo tempo, mas ando esbarrando em algumas complicações como e-commerce no blogspot, mas vejo que isso é algo mais complicado de se resolver.

  4. Martinsjm disse:

    Estudei o blogspots e wordpress.com e afirmo que são boas pra quem ta iniciando e dando os primeiros passos no mundo do marketing digital, porém são limitadas, para motores de busca, o ideal é ter um domínio próprio com hospedagem, ai sim! Abre-se um leque de ferramenala e informações que ajuda e contribui para alavancar o negócio.

  5. Alemay disse:

    Sensacional esse artigo, tirou minhas duvidas.
    Sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =